+55 71 98880 2781

Após gerente de bar impedir beijo de mulheres, centenas fazem manifestação na Lapa


A revolta da Joaquim Silva

O gerente do bar “Os Ximenes”, na Lapa, mandou que duas moças parassem de se beijar. O caso foi parar na Polícia. O dono, na melhor das intenções, pediu desculpas e convidou a turma LGBT, na sexta passada, para um “beijaço” com uma promoção: a primeira rodada para todos os casais seria de graça.

 

Tratado da Lapa...

Só que, no dia marcado, umas 300 pessoas, segundo os organizadores, fizeram debaixo de chuva uma manifestação na Rua Joaquim Silva, em frente ao estabelecimento, onde o líder dos insurretos leu um manifesto em que começava exortando “nenhum beijo a menos”.
O dono do bar, que voltou a pedir desculpas, assumiu vários compromissos. Pelo “Tratado da Lapa”, o bar vai promover um curso com os funcionários de tolerância sexual, e a empresa estuda a possibilidade de contratar funcionários LGBT. Melhor assim.

 

Fonte: O Globo


Curte aí nossa fanpage!
E tenha acesso a todo o conteúdo do Viajay!