+55 71 98880 2781

Conheça os 20 países mais homofóbicos do mundo


1. Rússia

Por mais que você morra de vontade de conhecer aquela terra gelada, como eu, talvez esse não seja o melhor momento pra visitar o país, pois você realmente pode morrer (e não de vontade). O governo do Putin(ha) apoia e incentiva a homofobia e isso gerou um baita buxixo nos jogos de inverno de Sochi, quando eles disseram que atletas homossexuais não eram bem-vindos no país e que dar as mãos em público (oi?), beijar em público (oi??) ou qualquer outra propaganda homossexual (oi??????) era crime por lá. E não seriam tolerados. Sim, existe essa “Lei da Propaganda”, acredita? Então, fofis, segura o tchan aí e adia sua visita à Praça Vermelha. Pode ser linda, mas sua vida e sua liberdade de ser quem você é valem mais!

2. Irã

Um país com uma cultura incrivelmente interessante, mas que ainda não é um território dos mais amigáveis pros purpurinados. Se você resolver bater cabelo por lá, capaz de sua cabeça ser arrancada e você não vai nem saber como. Eu, hein! Recomendo evitar, afinal ser gay é punível com pena de morte. E isso coloca o Irã entre os países mais homofóbicos do mundo.

3. Moldávia

Tá, você nunca nem deve ter ouvido falar desse país, mas é na Europa (ali entre a Romênia e a Ucrânia) e declarou sua independência da União Soviética em 1991. Apesar de não ter legislação específica sobre o assunto, já soube de história de gays que resolveram migrar pra outros países europeus porque a homofobia lá é mais intensa, então eu consideraria riscar ele da sua lista de países pra conhecer… se é que ele estava lá!  

4. Arábia Saudita

Conhecer as maravilhas da Arábias pode ser sensacional. Se você não for gay. Enfim, a homossexualidade lá também é tratada como crime passível de pena de morte. É, meu bem, não vai ser nessa vida que você vai conhecer o seu sheik. A não ser que ele não more lá ou em um desses países mais homofóbicos, aí você arrasa no harém.

5. Nigéria

Vários países africanos tem sérios problemas com homossexualidade. Na Nigéria, se você não for condenado à pena de morte, pode ganhar um encarceramento (isso, prisão, gat@!) de 14 anos até a vida toda. Vários outros países do continente seguem essa mesma linha de pensamento. Existem algumas exceções como a África do Sul, que reconhece o casamento entre pessoas do mesmo sexo e tem leis que protegem contra a homofobia.Moçambique ainda não é tão liberal, mas caminha pra ser, revogando na nova constituição dois artigos que poderiam ser usados pra incriminar pessoas do mesmo sexo e tem também uma lei desde 2007 que protege os gays contra discriminação no ambiente de trabalho.

6. Sudão

O principal pra você saber sobre o Sudão é que é um país africano que pune sua “gayzice” com pena de morte, bi. Passe longe! No vizinho de baixo, Sudão do Sul, a situação não muito melhor, rola prisão.

7. Mauritânia

Mais um país africano que você nem conhecia, mas te odeia por quem você é.
Continue sem conhecer, eu aconselho. 

8. Somália

Assim como seu “brother” africano Nigéria, parte da Somália nos condena à pena de morte e a outra parte a prisão que vai de 14 anos a perpétua. Se quiser ir, vá sem passagem de volta, bi, que você pode acabar seus dias por lá mesmo.

9. Iêmen

Apesar da sonoridade, não tem nada a ver com o que sai do seu peru, meu amigo. O vizinho da Arábia Sauditatambém não tem tolerância e se der pinta por lá, você pode ficar sem o pinto. Na real, pode ser pior, porque lá também tem pena de morte. Guarda seu Iêmen pra gastar em outros lugares.

10. Egito

Fique em alerta pra ver as pirâmides, o deserto, os camelos e as maravilhas egípcias. Não tem uma lei tão complicada como em vários outros que já citei ou alguma que seja especificamente homofóbica, mas a lei pode ser interpretada com esse fim tranquilinho e o povo lá não gosta muito da ideia não, então esse tá liberado de ir, mas se joga com moderação. Se der B.O., já sabe de cor, faz a egípcia! 

11. Líbia

Já que são vizinhos, porque não ser parecido, né? Assim como no Egito, a lei pode ser interpretada pra você se fu… e nem é no bom sentido! Por conta da guerra civil, recebe cerca de 34 mil turistas por ano e é o 15º país menos visitado do mundo, segundo o blog Gabriel Quer Viajar, que ainda inclui a Somália como 2º menos visitado. Então vá rolar na areia do deserto com seu boy só se você tiver muita certeza que não tem ninguém olhando, porque a Líbia está entre os países mais homofóbicos. Melhor não arriscar.

12. Iraque

Aí você me pergunta: mas porque raios eu iria querer ir pro Iraque? Cara, vai saber, né? Tenho um colega que tem vontade de ir pro Afeganistão… Sério! No Iraque, você pode sofrer perseguição de grupos não ligados ao governo, mas que querem ligar sua cara ao asfalto. Se não quer ir pra lá, continue assim, campeão! \o/

13. Afeganistão

Já que falamos na terra tão falada na época do Bin Laden, lá você pode ser preso por se envolver com alguém do mesmo sexo. Mas, se isso serve de consolo, mesmo estando entre os países mais homofóbicos do mundo, pelo menos não tem pena definida. Se é que isso é bom… Bom, pula pro próximo, você não vai mesmo pro Afeganistão, né?

14. Guiana

Pra dar uma trégua pro Oriente Médio e África na lista, o único país da América do Sul a prender gente (oficialmente) por ser gay é nosso vizinho de cima. Guiana, vergonha alheia de você, MUITA VERGONHA! Pá! Se não fosse a Guiana, seríamos o 3º continente a ter sinal verde nos mapas dos direitos LGBT, ficando atrás apenas da América do Norte e da Europa (que também tem um tantinho da Rússia, então estaríamos empatados em 2º).

15. Malásia

Um dos destinos turísticos exóticos mais conhecidos da Ásia (e que é incrível com aquelas torres gêmeas gigantes) também não te aceita, bi! E vai te prender até você apodrecer ou, se você der sorte, por “apenas” 14 anos. Aproveite com moderação.

16. Brunei

Aquele país pequenininho perto de Singapura também está entre os países mais homofóbicos do mundo porque não tolera a gente muito bem não. A pena de morte é incerta. Não é lei, mas vai que, né? Ah! Só que prisão perpétua você pode pegar facinho. E olha que o “sobrenome” do país é Darussalam, que significa “onde reina a paz”. Vai entender!

17. Catar (ou Qatar)

A companhia aérea pode ser uma das melhores do mundo, é um destino mais turístico que a maioria dos outros, será sede da Copa do Mundo de 2022, mas visitar o país com seu namorado, bi, é roubada! Assim como emBrunei, você é presenteado com prisão perpétua e pode rolar até pena de morte. O Iraque ainda pode ser considerado uma melhor opção. Ou seja…

18. Paquistão

Também tá nessas de você pode morrer ou ficar preso pro resto da sua vida, mas esse eu já duvidava um pouco que você iria, certo? Os talibans ali da região assustam até os héteros. É consenso também entre os países mais homofóbicos do mundo. Parece ter muito lugar bem interessante pra conhecer, mas eu passo! Próximo!

19. Marrocos

Pois é, é lindo, legal e arrasante, mas você pode ganhar uma temporada na cadeira até 14 anos só porque se apaixona por homens (ou mulheres, no caso das amapôs). Melhor não arriscar, né?

20. Bangladesh

Bangladesh está entre os países mais homofóbicos do mundo porque a prisão vai de 14 anos pra frente, podendo ter prisão perpétua também, só por amar alguém do mesmo sexo. Não corra o risco. Vai pra Tailândia que é ali do lado e é mais sussa!

Fonte: Viajay, Bi!

 

 


Curte aí nossa fanpage!
E tenha acesso a todo o conteúdo do Viajay!