+55 71 98880 2781

Ivete Sangalo convida casal gay agredido a voltar a seu show; Entenda


Ninguém é rainha à toa, né, meus amores?

Ivete Sangalo conversou ontem pela primeira vez com o casal gay que sofreu agressões homofóbicas após o show que ela fez em São Paulo, na última sexta.

A cantora se solidarizou com o publicitário Caio Irineu Tomaz da Rocha e seu namorado, o analista de Recursos Humanos, Daniel Paschoal Camargo, que relataram os momentos de desespero vividos no local do show, o Centro de Tradições Nordestinas. "Estava segurando uma blusa dele, e dois rapazes vieram me acusar, dizendo que tínhamos roubado a peça deles", contou Daniel. Dali em diante, tudo virou uma confusão, com seguranças agredindo os dois e dizendo coisas como "além de ladrões, são bichas".

O casal estava no palco do 'Superpop' ontem, quando Ivete entrou ao vivo, por telefone. "Não entendo a energia da violência. Quem faz isso, um dia acaba sendo vítima de algo parecido também", comentou a cantora.

Segundo Ivete, o CTN trocou a equipe de segurança e foi aberta uma investigação policial sobre a agressão. "É muito ruim você não ter liberdade para ser quem você é. Isso é tão desumano. O público gay me ensina a amar cada vez mais. Admiro a coragem desses meninos, de estarem aí reivindicando os direitos deles."

A cereja do bolo: Ivete convidou os dois a irem ver seu próximo show — Luciana Gimenez, muito rápida, já disse que vai mandar equipe de seu programa pra cobrir a ocasião —, e prometeu que os dois verão o espetáculo do palco. "Eles vão curtir comigo e protegidos por mim, que vou estar na frente. Eu mesma vou proteger vocês."

Fonte: R7


Curte aí nossa fanpage!
E tenha acesso a todo o conteúdo do Viajay!