+55 71 98880 2781

Parada LGBTI do Rio reuniu milhares de pessoas em Copacabana


Milhares de pessoas se reuniram ontem na Praia de Copacabana para celebrar a diversidade na 23ª Parada do Orgulho LGBTI Rio. Em ano de eleições o tema escolhido foi “Vote em ideias, não em pessoas. Vote em quem tem compromisso com as causas LGBTI” e as manifestações políticas marcaram presença em todos os shows e discursos durante a Parada.

Em 2018, o número de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais que se candidataram a uma vaga nos poderes executivo e legislativo aumentou 386,4% se comparado às últimas eleições. Em 2017, apenas 37 pessoas se declaravam abertamente LGBT, contra 180 deste ano, de acordo com a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT).  

“É um momento muito emocionante para todos nós. A Parada é um movimento importante para dizer que somos milhões e estamos em todas as partes. Nós não voltaremos mais para os armários. O Brasil assassina uma pessoa LGBTI a cada 20 horas, 60% já sofreu algum tipo de agressão física simplesmente pela sua orientação sexual. Por isso é importante dizer, que a parada é um lugar sim, para marcar nossa resistência”, ressalta Claudio Nascimento, coordenador executivo do Grupo Arco-Íris.

Além dos discursos e shows, a Parada do Orgulho LGBTI Rio também é marcada por ações. O Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT distribuiu 200 mil preservativos femininos e masculinos, gel lubrificante e folhetos informativos sobre prevenção. Com o objetivo de potencializar a criatividade e empoderar a população trans e de travestis, contribuindo para o acesso dessas pessoas ao mercado de trabalho, a Escola de Divines, um curso de formação em moda voltado para pessoas travestis e transexuais teve um stand na Parada recebendo novos alunos.


Curte aí nossa fanpage!
E tenha acesso a todo o conteúdo do Viajay!