+55 71 98880 2781

Peru pode ser um destino interessante para o turista LGBT


Pensando em atrair o público LGBT, o turismo do Peru investiu em material especial para o público brasileiro. Durante o Fórum de Turismo LGBT do Brasil, que aconteceu ontem em São Paulo, o destino mostrou as principais atrações de cada região do país, além de trazer informações sobre o acolhimento ao público gay.

Opções para todos os tipos de viajantes, o Peru oferece turismo de aventura, luxo, gastronomia, cultura, história e entretenimento. Seja qual for o objetivo do turista LGBT encontrará no país atrações para o seu gosto. Tudo isso em um destino famoso por seu povo hospitaleiro e caloroso. Durante o workshop oferecido no Fórum de turismo LGBT foram apresentadas 5 regiões do Peru com suas principais características.


PUBLICIDADE

A capital Lima é uma cidade vibrante, intensa e divertida. Conta com a mais ampla e diversificada variedade de entretenimento, desde casas noturnas e de espetáculos, festas temáticas animadas pelas drag queens internacionais mais famosas do momento, até modernos e sofisticados bares e restaurantes gay-friendly. Oferece também uma rica agenda cultural que inclui festivais de filmes LGBT (Outfest Peru, no mês de junho), teatro, exposições de arte e galerias. A capital também é reconhecida por sua culinária deslumbrante. Três dos 50 melhores restaurantes do mundo estão localizados na cidade.

Para quem busca luxo em uma experiência exótica, não é preciso atravessar o mundo para desfrutar de um piquenique luxuoso no meio do deserto. E você ainda pode fazer depois de ter desfrutado de um passeio de iate pelo Oceano Pacífico. A apenas 4 horas por terra ao Sul de Lima, a região de Ica está localizada entre as dunas e o mar. É possível aproveitar ainda os inúmeros vinhedos onde se produz o tradicional Pisco, a emblemática bebida do Peru, e relaxar em um tratamento de SPA em um dos luxuosos hotéis localizados entre o mar e os vinhedos. É dali também que se sai para conhecer em um sobrevoo as enigmáticas linhas de Nazca.

Cusco é um destino icônico cuja bandeira mostra aos seus visitantes suas próprias cores. É o único lugar no mundo onde você pode se hospedar uma noite em um antigo mosteiro colonial, a noite seguinte em uma cápsula transparente a 400 metros de altura na parede de uma montanha, para em seguida embarcar em um trem noturno para atravessar os Andes e pernoitar em um de seus luxuosos vagões como se fosse um filme dos anos 1920. Uma verdadeira imersão em cultura e história enquanto se admiras as paisagens e aldeias tradicionais do Vale Sagrado. A cidade é o ponto de partida para chegar até a fantástica Machu Picchu. Cusco também é palco de algumas das festas gay-friendly mais importantes do país, como as realizadas no resto bar Fallen Angel, um dia antes do Inti Raymi (24 de junho), além do Halloween e o Réveillon.

Cuidadosamente protegida por vulcões, Arequipa, também conhecida como "Cidade Branca", é um dos segredos mais bem guardados do país. Suas charmosas ruas coloniais se misturam com as opções de uma cidade grande, como centros comerciais, restaurantes, bares, discotecas, museus e todas as facilidades que se pode esperar de uma metrópole. Ao redor você poderá descobrir um dos canyons mais profundos do mundo, o Colca, que abriga vilas tradicionais, paisagens oníricas, fontes termais e uma das culinárias regionais mais importantes do país. É em Colca onde se pode observar o voo do Condor em estado selvagem e desfrutar do contato com populações ancestrais.

Para finalizar, para o turista LGBT que quer ter um contato com a floresta, Iquitos é o ponto de partida cruzeiros fluviais nos quais, em roteiros de 4 a 7 dias, levarão seus visitantes a percorrer o rio Amazonas e conhecer sua selva sempre exótica e inspiradora. De volta à terra, a cidade espera seus visitantes com uma variada oferta de restaurantes, bares e discotecas para celebrar e aproveitar a noite.


Curte aí nossa fanpage!
E tenha acesso a todo o conteúdo do Viajay!