+55 71 98880 2781

Recife

(75)



Descrição


O apelido de "Veneza Brasileira" não é um clichê: assim como sua irmã italiana, Recife é culturalmente estonteante, imprevisível e apaixonante.

As ruas de Recife transbordam história e arte: igrejas centenárias, prédios históricos, museus, centros de artesanato, esculturas de Francisco Brennand espalhadas pela cidade... cada esquina e construção conta um pouco da história da cidade e do Brasil. Não deixe de visitar, na região central, a Casa da Cultura, a Capela Dourada, o Centro Cultural Judaico e o Forte de São Tiago das Cinco Pontas. A Várzea é um bairro distante, mas é lá que se instalaram, há tempos, dois ícones de uma viagem à memória e à arte de Pernambuco: a Oficina de Cerâmica Francisco Brennand e o Instituto Ricardo Brennand.

Recife tem um DNA único e supreendente; embora a capital pernambucana fique no litoral, a vida na cidade não está voltada para a orla, como ocorre com outras capitais praianas brasileiras. Ela flui pelas suas veias, os rios, nas margens do Beberibe, Capibaribe e seus afluentes. São seis rios e mais de 60 canais cortando a cidade e dando-lhe uma dinâmica única. A capital pernambucana também vive de pontes. Ligando os principais bairros históricos, localizados em ilhas, como o Recife Antigo e Santo Antônio, às áreas mais modernizadas do continente como Boa Viagem e Parnamirim.

A cidade é manhosa, vai se revelando aos poucos, sem pressa de agradar, mostrando suas várias caras e charmes ao longo do ano: do Carnaval único, partilhado com sua "prima" Olinda, às festas juninas que enchem suas ruas de cores e sabores únicos pelos seus arraiais nas ruas, parques e praças convidando a dançar e a comer de tudo.

A paixão por Recife também vem dos pés e da boca. Das caminhadas nos calçadões das praias de Boa Viagem e Pina à culinária típica servida na beira do mar, como o caldo de feijão, queijo coalho, e iscas de carne-de-sol, sempre regadas com água de coco.

Os mistérios de Recife só são desvendados pelos seus mais profundos conhecedores, os próprios recifences. Faça logo amizade com os moradores - o que não será nem um pouco difícil, pois a simpatia corre pela cultura recifense assim como as águas de seus canais e rios - e extraia algumas dicas sobre os bares e lugares menos óbvios aos turistas. Assim, sua experiência em terras recifenses estará completa, convivendo com seu povo.


Cena gay


Lugares onde gays podem circular, demonstrar afeto e se divertir são os principais atributos de Recife. A cidade ama um agito na calçada, então não se surpreenda se encontrar vários points LGBT ao ar livre, como a Praia da Boa Viagem e a Praça do Arsenal, que servem como ponto de encontro da comunidade durante o dia. Por isso, se for sair apenas pra dar uma voltinha, é melhor preparar o seu melhor look porque ainda não existe outra cidade com tantos espaços públicos que viraram points LGBT como Recife.


Noite e baladas


Uma das maiores cenas arco-íris do país, Recife é o lugar ideal pra quem busca agito e paquera, com uma programação intensa entre bares, restaurantes e boates. Aqui, até posto de gasolina vira point LGBT de esquenta para as noites do seu final de semana. Quer mais? Então segura a marimba ai, monamú: aqui tem boates e bares de todos os estilos, desde locais lotados e com som nas alturas para você dançar a noite inteira a cantinhos mais tranquilos para ir com aquele boy magia.